Somos o que comemos

Somos mesmo o que comemos. Ainda temos duvidas?! Até aqui não há novidade…

A surpresa ( ou não! ), está na dimensão do efeito da alimentação e estilo de vida, na saúde.

 

image

 

 

Estudos afirmam que a alimentação e estilo de vida, afectam o balanço de bactérias do intestino importantes para a defesa e funcionamento saudável do organismo e por sua vez, o nível de infecção.  Manter a flora intestinal equilibrada é a chave para o organismo livre de infecções.

 

 

image

 

 

Por outro lado, é também importante darmos atenção a oxidação celular, o trabalho da mitocondrias, sobretudo se tem por hábito manter um ritmo de treino diario. Este trabalho das mitocondrias das celulas, responsáveis por fornecer energia a todos os musculos do corpo, é também afectado pela alimentação e estilo de vida. Fazendo com que o corpo se desgaste mais rápido. Dê preferência a alimentos ricos em carnitina, complexo Becoenzima Q10 nos brócolos, castanhas, maçã, frutas cítricas, quinoa e cereias.

 

 

image

 

E se notarmos que está comprovado que a alimentação inadequada está relacionada com casos de cancro, convém pensarmos duas vezes nos deslizes alimentares que vamos cometendo.

De acordo com especialistas, menos sopa e pouca fruta, com aumento do consumo de manteiga em vez de azeite e legumisosas, relaciona-se com mais casos de cancro do colón. Dados recentes, sobre a incidência dos tumores malignos em Portugal, de 2009, mostram que as neoplasias do cólon são cada vez mais expressivas e agressivas para ambos os sexos. Só não destronando a incidência cancro da mama e da próstata.

Mas claro que como em tudo, os excessos cometidos de forma consistente tem os seus efeitos. Como o consumo de carne vermelha e alimentos processados. Um tema muito debatido em Outubro passado e que teve direito a um alerta da Organização Mundial da Saúde ( OMS ).

As pesquisas feitas pelos investigadores da OMS, através da agência internacional de investigação do cancro ( IARC ), demonstram que a carne vermelha estará incluída entre as mais de 100 substâncias indutoras de neoplasias. Mas lá está, quando o seu consumo é excessivo e diário!

 

 

 

Referências:

 

https://www.sciencedaily.com/releases/2016/04/160428151853.htm

http://vogue.globo.com/beleza/noticia/2016/04/saude-do-intestino-e-das-mitocondrias-e-nova-preocupacao-dos-nutricionistas.html

expresso.sapo.pt

 

 

Imagens

http://m.favim.com/image/2994562/

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixar uma resposta