Stress: se fosse bom ficávamos com ele

Todos os dias estamos expostos ao stress e ‘ dele ‘ não conseguimos escapar…

Os músculos contraiem, o batimento cardíaco aumenta, há a sensação de náusea…

 

 

stress-unhappy-face-400x400

 

 

 

Nos momentos de stress repentino, homens e mulheres reagem do mesmo modo. Mas, quando as ameaças, sustos e frustrações continuam por dias ou meses, as diferentes reações entre os sexos emergem.

 

Os cientistas sabem há muito que as mulheres são mais propensas que os homens a sofrer de depressão, transtorno de stress pós-traumático e outros transtornos de ansiedade, os quais estão associados ao stress crónico.

 

UpsideStress-Header1

 

Descobertas recentes reportadas no encontro anual da Sociedade de Neurociência, caminham na explicação desta diferença ente os sexos. Mostram que há uma hormona do stress comum na fêmea e no macho, que desencadeia diferentes respostas em células específicas do cérebro, em animais.  As diferenças tornam as fêmeas menos capazes que os machos na adaptação ao stress crónico e mais reactivas.

 

Stress symbol isolated on white background. Feeling of low mood and anxiety icon conceptual design

 

Outros estudos demonstram que a mesma hormona influência a expressão do gene numa parte do cérebro que controla o mood e o comportamento.

 

anxiety-panic-disorders-worry-concern-stress

 

 

Esta diferente resposta, torna as fêmeas mais susceptiveis ao stress e, uma resposta elevada pode trazer vantagem evolutiva. É uma resposta aumentada das hormonas associada ao stress que poderá ajudar as mulheres a manterem-se alerta e prontas a agir num ambiente stressante.

Pelo menos, ‘ o stress ‘ pode ter um lado menos mal… Parece tornar-nos mais reactivas e em estado de alerta, tornando-nos possívelmente mais evoluídas neste aspecto, e segundo os especialistas, que os homens. Mas mais propensas a todas as outras doenças associadas.

 

 

maxresdefault

 

 

Referências

 

news.health.com

www.youtube.com

thespiritscience.net

lifeofafighter.com

goop.com

 

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixe uma resposta