O trabalho noturno e o cancro

Um estudo publicado na revista científica American Journal of Preventive Medicine mostrou que, sobretudo mulheres, que trabalharam durante a noite por turnos durante pelo menos 5 anos, apresentaram uma redução da média de vida e aumento do risco de acidente cardiovascular.

 

tumblr_lrpkabl4o51qzlicjo1_500_large

 

Os resultados do estudo, decorrido entre 1988 e 2010, concluem que cerca de 14.200 mulheres enfermeiras, morreram nos 22 anos do estudo, o equivalente a uma redução de 11% do tempo médio de vida.

Ainda, o aumento do risco de morte por acidente cardiovascular foi de 19% nas mulheres, com trabalho noturno por turnos entre 6 e 14 anos. Sendo que,esta percentagem subiu nos casos em que o tempo de trabalho durante a noite, foi superior a 15 anos.

 

Coffee-and-Computer-1024x1024

 

Investigações anteriores, pela Organização Mundial de Saúde, relacionaram a redução da qualidade da saúde com o aumento dos problemas cerebrais e de coração.

O artigo ‘ Os clock genes e as noites mal dormidas ‘ do blogue, não fazem deste estudo uma novidade… Já sabiamos que as noites mal dormidas ou a perda de horas de sono, levam a alterações no genoma dos tecidos e na expressão dos genes, que afectam o metabolismo por longos períodos. E, variações dos mecanismos epigenéticos destes genes, podem também estar relacionadas com alguns tipos de cancro.

 

image

 

 

Fontes imagens

 

sjreisner.com

julietaaocontrarioo.blogspot.com

www.elblogdelasalud.info

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixar uma resposta