Levante a mão quem usa o mesmo azeite para temperar e cozinhar

O azeite ou o “ouro líquido”, como foi considerado durante séculos, serviu como real moeda de troca nas mais variadas sociedades – na nossa península, já com os visigodos.

 

Uma reportagem do fama show levou-me até ao melhor lagar do mundo.

Tive a oportunidade de experiênciar de perto a colheita e extracção do azeite. E saber mais deste produto tão apreciado e usado por nós.

 

image

 

A primeira colheita que acompanhámos, dá origem a um azeite Oliveira da Serra, frutado ( obtido diretamente da azeitona por processos mecânicos – conservando o seu poder antioxidante ). Com toque picante. Mas um azeite leve.

 

image

image

 

Desta experiência percebi que para a qualidade ( bom sabor ) dos cozinhados é determinante o azeite que escolhemos. E um azeite de qualidade é fundamental.

 

image

 

Levante a mão quem usa um único tipo de azeite lá em casa?!

Eu levanto a mão… Confesso que uso o mesmo tipo de azeite para cozinhar os alimentos e para os temperar… E estou errada!

 

Um azeite mais neutro, é ideal para saladas. Utilize azeites mais claros, menos encorpados e doces para acompanhar saladas frias, por exemplo, ou pratos de carnes brancas e peixes.

Um azeite mais encorpado, carece de calor para melhor apurar o sabor e então, é ideal para cozinhados. Prefira os mais grossos, aromáticos e picantes para confeccionar pratos de carnes vermelhas (por exemplo, o cozido à portuguesa) ou peixes mais carnudos, como o bacalhau.

 

Aprofundemos mais o conhecimento de azeites e desengane-se se pensa que a cor é indicativa da sua intensidade. O grau de acidez é importante ns escolha do azeite ( virgem extra – grau acidez ainda mais baixo ).

Azeite_Oliveira-da-Serra_01151

 

Na prova, ao sentir o seu aroma e sabor, mais intenso ou mais leve, consegue identificar se estamos perante um azeite leve ou encorpado. Frutado, picante, amargo, são as caraterísticas determinantes.

Os azeites mais verdes têm aromas mais frutados e tal como nos vinhos, são variados e determinados pelo tipo de azeitona, clima, solo… Os encorpados provêm de azeitonas mais maduras, com sabor a fruta doce.

 

Descobri ainda que com azeite podemos fazer um otimo pudim com laranja, também acompanhado com pedaços de azeitona preta, mel e limão. Uma combinação que pode parecer tão estranha quanto saborosa.

 

pudim-de-azeite-mel-e-laranja-em-gomos-1-

 

Não são completa novidade as receitas de doces que utilizam azeite, mas ouse experimentar, por exemplo, pôr uma colherzinha de azeite num delicioso bolo de chocolate quente… e verá que ficará ainda mais delicioso.

 

Vale a pena deixar-se envolver na redescoberta deste alimento, numa verdadeira prova cega. Distribua os vários azeites por pequenos copos de vidro, aconselhavelmente escuros, assim evitando que a cor dos azeites influencie a sua percepção sensorial. Vá dando pequenos goles, alternadamente, deixando que o azeite em prova se espalhe por todo o interior da sua boca. E descortine a sua acidez, a doçura, o sal que contém e a suave gordura, e o eventual sabor frutado…

 

o

 

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixar uma resposta