Deteção do cancro reincidente do pulmão graças a novas abordagens terapeuticas

A detecção precoce da reincidência de cancro após uma cirurgia, para células do pulmão e a caracterização de subclones emergentes que ‘semeiam’ metastases, podem oferecer novas abordagens terapêuticas para limitar um tumor recorrente… É o que nos diz um estudo publicado na nature.com .

 

 

Nesta pesquisa, é feita uma abordagem filogenética especifica ao perfil do ctDNA ( fragmento de DNA do tumor na circulação sanguínea ) de 100 participantes sujeitos a intervenções cirúrgicas. E são identificados predilectores do ctDNA e efectuadas análises de detecção do volume do tumor.

É observada a resistência a quimioterapia nos pacientes do estudo e identificados os que experimentam a recorrência do tumor. Tornando possível fazer o mapeamento genético do tumor de cada paciente.

Identificado o perfil filogenético do ctDNA é possível rastrear a natureza  subclonal do tumor, a recaída e as metástases, impulsionando novas abordagens terapêuticas de tratamento e de previsão para a reincidência do tumor, com antecedência

 

 

Estes resultados representam um avanço importante no combate e prevenção do cancro do pulmão. Podendo estender-se de futuro esta abordagem a outros tipos de cancro. Boa!

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixar uma resposta