Babem porque não é para menos

Babem porque não é para menos!

As maravilhas dos Açores passam também pelas iguarias à mesa. Desfrutar a ilha, neste caso de São Miguel, não é apenas aproveitar os dias para longas caminhadas na natureza, mergulhos em quedas água perdidas nos montes açoreanos, banhos em cascatas de água quente ou fins de tarde nas praias de areia preta… É saborear o melhor peixe! E o famoso cozido das furnas.

 

image

 

E não se deixem enganar pela minha estrutura magra, porque adoro comer!

A começar pelo tradicional pão levedo! Uma maravilha acrescida, quando combinado com o queijo fresco da região, que nos apresentam logo ao pequeno-almoço!

 

image

 

As lapas e as cracas, apreciadas antes de qualquer refeição…

 

image

image

 

E peixes como garoupa, imperador ou a bicuda, fazem crescer água na boca. ( sim já estou perita em nomes de peixes estranhos! Estes não conhecia. ).
Num local que logo à partida não descobrimos… A simplicidade da tasca do Amaral, combina com o melhor peixe e marisco.

 

image

image

 

O cozido não é para todos… Cozinhado nas furnas, demora cerca de 6 horas a estar pronto e é preparado durante a noite. Há quem diga que demora o mesmo tempo a ser digerido… Mito ou não, tem os sabores especialmente apurados pelo tipo de cozedura.
No restaurante Mirona, nas furnas.

 

image

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixar uma resposta