Alguns dos livros do meu 2015 e não só

Os livros têm a capacidade de estar connosco para o resto das nossas vidas. Levam-nos a viajar pela imaginação até aos recantos mais remotos do pensamento do seu autor. Alguns transcendem o género e deveriam ser lidos por todos, em algum momento da vida…

 

image

 

Eis algumas das minhas escolhas deste 2015…


O assassinato de Pitágoras, é um triller histórico, baseado em factos reais. Transporta-nos até à Grécia antiga e à Vida de Pitágoras, uma figura incontornável que muito contribui para a história da humanidade. Interessante no meu entender pelo contexto histórico e pelo novelo de situações desta historia inquietante.

 

9789722355506

 

A Bastarda de Istambul, levantou alguma polémica na Turquia quando foi lançado em 2006. Traduzido para português, tornou-se num dos livros mais procurados de 2015 e uma das minha escolhas, também pela fase da vida que passei na Turquia.

Numa tarde de chuva em Istambul, uma mulher entra num consultório médico. «Preciso de fazer um aborto», declara. Tem dezanove anos de idade e é solteira. O que acontece naquela tarde mudará para sempre a sua vida.

Vinte anos mais tarde, Asya Kazanci vive com sua família alargada em Istambul. Devido a uma misteriosa maldição que caiu sobre a família, todos os homens Kazanci morrem aos quarenta e poucos anos, e por isso é apenas uma casa de mulheres. Entre estas destaca-se a bela e rebelde mãe de Asya, Zeliha, que dirige um estúdio de tatuagens; Banu, que recentemente descobriu que é vidente; Feride, uma hipocondríaca obcecada com a iminência da tragédia. Quando a prima de Asya, Armanoush, uma arménio-americana, vem para ficar, segredos de família há muito tempo escondidos, relacionados com o passado tumultuoso da Turquia, começam a ser revelados.

 

capa BASTARDA DE ISTAMBUL com tudo

 

Cem anos de solidão, o célebre livro do Nobel da Literatura Gabriel Garcia Marquez. Um livro que me acompanhou durante algum tempo. Confesso que gostei muito, mas não o li de seguida. A história passa-se numa aldeia fictícia e remota da América latina, Macondo. Conta a história da família de José Arcadio Buendía e Ursula Iguarán ao longo de várias gerações. Com a particularidade de que todas as gerações foram acompanhadas por Úrsula.

 

image

 

Até o silêncio tem um fim, é um livro de 2010. Na verdade já o li há algum tempo, mas que continua actual. Cativou-me bastante, do princípio ao fim, pelos relatos verídicos de Ingrid Betancourt, candidata à presidência da Colômbia, dos 6 anos de cativeiro na selva Colombiana. As tentativas de fuga, as condições de vida desumanas, a crueldade dos guerrilheiros, os momentos de desespero, assim como pequenas alegrias, as rotinas reconfortantes e as amizades forjadas no seio da violência. Íntimo, aterrador e intensamente pessoal. Aqui faz-se uma viagem ao coração das emoções extremas, uma meditação sobre a vida, a liberdade e a esperança. E sobre o que significa o ser humano.

 

image

 

 

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixar uma resposta