A energia da Lua Azul de Sangue

Já sentiram a energia deste fenómeno astronómico ?

 

 

Neste dia 31 de janeiro, um eclipse lunar coincidirá com uma Superlua, a segunda do mês ( a primeira foi a 1 janeiro ), algo que não ocorre desde 1982.  O eclipse total é chamado pela imprensa americana chama de Lua Azul, algo que nada tem a ver com sua cor. Durante a totalidade do processo, a Lua não desaparece da vista, mas adquire uma tonalidade avermelhada, razão pela qual nas redes sociais é conhecida como “Lua de Sangue”.

Em Portugal, ficamos por uma Lua grande e brilhante. Nada de azul nem de vermelho. A total ocultação começa pelas 13h28, mas será vista apenas na América do norte, Austrália, Ásia, Rússia e Medio Oriente.

Vale-nos a emissão em direto que a NASA, agência espacial norte-americana, vai fazer na manhã de quarta-feira quando forem 10h30 em Portugal Continental para mostrar o eclipse ao mundo inteiro. As imagens vão estar a ser recolhidas em direto por telescópios no Centro de Pesquisa de Voo Armstrong (Edward, Califórnia), Observatório Griffith (Los Angeles) ou na Universidade no Arizona. Pode acompanhar essas imagens a partir da NASA TV ou do livestreaming que a agência espacial vai publicar no próprio site. E pode ainda comunicar com os cientistas a partir do Twitter, na página NASA Moon.

Este 2018 será ano de boa energia. A 27 de julho voltaremos a ter um Eclipse total da lua.

Os mais crentes vão além do fenómeno físico e falam da influencia energética sobre terra… É como se todos tivéssemos uma segunda oportunidade no mesmo mês para pensar em todas as decisões e usufruir da forte vibração capaz de auxiliar as conquistas.

 

 

Informação do site:

 

http://observador.pt

https://exame.abril.com.br

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixe uma resposta