A ciência por detrás da proteção solar

Quantas vezes ouvimos que especialmente no Verão jamais devemos esquecer o protector solar?

E na verdade é sempre importante relembrar, porque são de senso comum, os danos que a radiação UV pode provocar na pele… Desconfortaveis queimaduras ou até cancro. E inevitavelmente tendemos a achar que a proteção solar deve ser usada apenas no verão graças ao tempo que passamos em actividades no exterior e dentro de água.

 

tumblr_m2bm4saXJd1rola14o1_500

 

Mas da próxima vez que usar um protetor solar, dê uma olhadela no rótulo da embalagem. Terá proteção contra os raios UVA e UVB? A radiação UVB é a principal causa por detrás das queimaduras solares. A radiação UVA, que penetra mais profundamente na pele, está associada aos factores  do envelhecimento. Mas ambos estão relacionados com o cancro de pele.

SPF – Sun Protetion Factor – é a medida de prevenção ao dano do UVB. E varia como sabemos do SPF 15, 30 ou 50. Mas nenhum factor é efectivo no bloqueio total da radiação.

Devemos colocar o protetor solar 30 minutos antes da exposição, para que a proteção seja efectiva.

E já reparou que tipo de ingredientes tem o seu protetor solar? Se o principal ingrediente é o oxido de zinco ou o dióxido de titânio, está a proteger fisicamente a sua pele, o que significa que a maioria dos raios UV ( UVA e UVB ), são reflectidos pela barreira protetora na pele. Outros ingredientes absorvem os raios UV, quimicamente convertendo-os em calor antes de danificarem a pele.

Lembre se que o uso do protetor não é suficiente para proteger a pele, é apenas um complemento aos cuidados que devemos ter, com a exposiçao solar, ao longo do ano.

 

beach-girl-holiday-ocean-Favim.com-3926910

 

 

Imagens

http://gottalovesummerforever.tumblr.com/

favim.com

www.pinterest.com

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

Deixar uma resposta