A cadela mais doce do mundo é minha

Heidi, 9 meses, a cadela mais doce e inteligente que já vi. Sou suspeita, eu sei…

 

image

 

Foram anos a planear ter uma cadelinha. Namorado, pais, irmã, amigos, eram todos contra a ideia do animal em casa…

Não tens tempo para dar atenção ao cão, não se vai dar bem no apartamento em lisboa, vai-te dar trabalho e fazer xixi pela casa.

Tudo verdade, mas é certo que desde que a Heidi entrou na família não a largaram mais. E é mais deles, do que minha.

Ela apoderou-se de nós. É uma companheira de afetos. Retribui cada atenção e carinho que lhe damos. Tem a capacidade de alegrar os nossos dias. E deu mesmo outro sentido ao dia a dia dos meus pais. Nunca a expressão ‘ quem não gosta de animais ( e os maltrata! ) não pode ser boa pessoa ‘, fez tanto sentido!

Ainda bem que a escolhi, no meio de muitos, numa terra que não me recordo o nome, a norte, no dia do meu aniversário.

 

image

 

Até aqui tudo perfeito, mas como educar uma cadela que adora ladrar para qualquer estranho que se aproxima ( acho graça confesso! ), que adora ladrar para cães com o triplo do tamanho dela e adora fazer xixi nos melhores tapetes lá de casa?!

Há por aí algum Cesar Millan capaz de ‘ encantar ‘ a Heidi e a tornar a cadela mais educada do mundo?!

 

image

 

Aguardo ansiosamente as vossas sugestões e comentários.

Partilhar:
Iva Lamarão

Iva Lamarão

2 comments

  1. É verdade que os animais de estimação só nos dão felicidade ( e trabalho, muito ). Podes sempre levá-la para uma escola de treino, ou então, quem passar mais tempo com ela, que a ensine. É preciso muita persistência e paciência, mas faz-se. Beijinho 😉

    1. Obrigada. Sim… Terá tempo para aprender… Se não for ‘ a bem ‘ lá teremos de se pensar numa escola de treino. Beijinhos

Deixar uma resposta